Estados e empresas exigem melhorias nas creches

Lideres de diversos cantões, assim como grandes empresas estão exigindo melhorias na qualidade das creches em toda a Suíça. O projeto exigiria mais de um bilhão de francos – pelo qual ninguém quer pagar.

Cada creche sozinha cria uma carga de trabalho adicional, uma vaga de emprego, de 46 por cento. São empregos adicionais gerados para cada unidade, além dos necessários para o funcionamento.

O valor 46% acima, corresponde a jornada de trabalho na Suíça, onde se pode abertamente discutir na entrevista de emprego, quantas horas ou dias, estarias disponível para trabalhar na empresa. 100% corresponde à 46 horas semanais ou cinco dias da semana. Logo, 46% seria algo como 21 horas semanais ou dois dias e meio de trabalho. – Considerando a jornada máxima de 9 horas diárias. A jornada de trabalho e o salário oferecido para a vaga, são proporcionais.

Um estudo da Fundação Jacobs chegou a essa conclusão. Mais 21.000 creches em toda a Suíça aumentariam o produto interno bruto em 3,3 bilhões de francos a longo prazo – a um custo anual de 794 milhões de francos. Os empregadores também enxergam esse potencial – e tomaram a iniciativa de aumentar a disponibilidade dos serviços de cuidado infantil. O chamado Day Care. Na Suíça, Áustria e Alemanha: Kitta.

Responsabilidade dos empregadores

O objetivo da aliança é desenvolver padrões de qualidade uniformes em toda a Suíça. Isso não é fácil, pois os cuidados infantis fora da família e a educação são da responsabilidade dos cantões e dos municípios. O governo federal tem pouco a dizer, razão pela qual as abordagens no parlamento federal não prometem uma solução rápida. A aliança “Compatibilidade de família e trabalho” tenta, portanto, fazer recomendações ou concordatas internacionais. Uma proposta deve ser apresentada em 2021.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares